Quarta-feira, 19 de Setembro de 2007

Para a História de Paredes de Coura: Grupo Folclórico Camponês de Bico

"Merece especial referência o Grupo Folclórico Camponês de Bico, considerado como o agrupamento mais etnográfico de todos aqueles quantos existem no concelho de Paredes de Coura e arredores. O Grupo Camponês nasceu de uma louvável iniciativa da Comissão de Festas do concelho de Paredes de Coura no ano de 1958, que integrou nesse ano, e pela primeira vez, no seu programa o Concurso Folclórico dos Ranchos das aldeias do concelho. Quase todas as freguesias se fizeram representar e duas delas, vizinhas e amigas, apresentara de tal maneira os seus ranchos que, quer pelas suas danças e cantares, quer pelos seus trajes, indumentária antiquíssima, forma pela assistência muito aplaudidos, tendo as exibições dos referidos rancho merecidos ao júri a atribuição dos 1.º e 2.º prémios. Os organizadores dos respectivos ranchos receberam imensas felicitações e por todos lhes foi alvitado para que formassem um agrupamento folclórico, dadas as condições essenciais para tal. E assim, as duas freguesias resolveram, e muito bem, fazer esta união e conseguirem um conjunto folclórico que condignamente as representasse e, mais ainda, o concelho de Paredes de Coura, tão rico em folclore. Foi grande entusiasta deste ajuntamento o ilustre courense Exmo. Senhor Dr. João Vieira de Sequeiros, pois bastava somente que as duas freguesias soubessem o interesse e a vontade de uma das pessoas mais consideradas no concelho, para que tal se realizasse. E, assim os seus actuais e fundadores directores Srs. António Vieira Gomes, António Vilas Boas e António Barbosa Moutinho, trabalharam com tanto entusiasmo, com tanto bairrismo e com tantos sacrifícios morais e materiais, que conseguiram com êxito a fundação em 19 de Março de 1959. Nasceu, assim, o Grupo Folclórico Camponês e foi-lhe posto o nome de Camponês, porque todos os seus elementos trabalham, com ardor, todo o dia nos seus campos, desde que o sol nasce até ao toque das Avé – Marias, entre as serras de Arga, Boalhosa e Corno de Bico. São rapazes e raparigas que durante os seus trabalhos cantam e riem com alegria, honrando condignamente o emblema do Grupo Camponês, que é composto de uma enxada, uma roca e por espigas de milho e centeio.

O Grupo Camponês é composto de 34 elementos, apresentando-se com trajes de gala, dançando assim alguns números, salientando-se que no próprio estrado, à vista do publico, e em menos de dois minutos, mudam de roupa, acabando a exibição com outro traje que também foi muito usado na freguesia de Bico, há mais de 100 anos e que ainda hoje certas pessoas idosas usam. Com as suas danças típicas, castiças, genuínas, coma sua tocata e cantares do campo, o Grupo Camponês apresenta-nos no seu vasto reportório o verdadeiro folclore dos tempos idos. Das suas danças, destacamos «Vira de Roda», pois com os braços levantados, castanholas a repicar freneticamente, pés batidos com ritmo, pares em volteio estonteante e uma voz feminina que vai cantando: «Menina vamos ao vira»… e toda a roda do vira dança este vira de roda, «Até a chinela romper, o sapateiro é pobre, ajudai-o a viver» . É assim, que se canta em Bico este «Vira de Roda». Há outros números que têm recebido muitos aplausos nas suas exibições, como seja, a «Chula de Bico», o «Manuel da Horta», o «Malhão», a «Laurentina», o «Vira da Serra» , a «Serrinha». Este número da Serrinha é um número que satisfaz o mais exigente e os seus cantares já são sobejamente conhecidos pelas suas gravações. Vejamos uma das suas quadras: «Ó serra, serrinha do alto da serra; tu és a mais linda, cá da nossa terra». São estas as quadras de puro sabor folclórico, que os rapazes e rapariga de tez queimada pelos ares serranos, de músculos retesados pelos trabalhos dos campos, cantam e bailam. Abriu o Grupo Camponês, com chave de ouro, a sua primeira exibição em público, pois em Junho, seguinte á sua fundação, após três meses da sua organização, já dotado de bandeira e indumentária próprios, foi convidado pela Comissão das Festas Sanjoaninas da cidade de Braga, para uma concentração de grupos folclóricos, em frente aos Paços do Concelho, a fim de prestarem homenagem a Sua Excelência o Senhor Presidente da República. De tantos grupos e alguns deles já com fama internacional, foram escolhidos pela Comissão das Festas, três grupos para se exibirem, à noite na Avenida Central. Tiveram essa honra os grupos «Dr. Gonçalo Sampaio», o de Paços de Brandão e o «Grupo Folclórico Camponês». Dos três grupos, teve o Grupo Camponês, a honra de ser o único a exibir-se perante Sua Excelência o Presidente da República, Senhor Almirante Américo Tomás, tendo agradado tanto, que Sua Excelência no fim, bem como toda a sua comitiva, cumprimentaram e felicitaram o director – ensaiador Sr. António Vieira Gomes. Ao transpor pela primeira vez as barreiras do Concelho, cooperando numa manifestação em honra ao mais alto Magistrado da Nação, o Grupo Camponês na sua primeira actuação teve a maior honra que um grupo folclórico pode ter. A alegria e o entusiasmo dos componentes e directores, nessa memorável noite, transbordaram dos seus corações. Os presentes, com grande entusiasmo, não deixaram de aplaudir também com alegria, representando esse triunfo um precioso estimulo para os fundadores e componentes. Desde essa data, até então, sucessivos têm sido os êxitos conquistados. A justificá-lo basta citar os comentários que a Imprensa e a Rádio lhe têm dirigido, bem como as gravações a que frequentemente, o seu vastíssimo reportório é submetido. Numerosas são também as actuações em que, brilhantemente, este Grupo Folclórico tem participado, entre as quais destacamos, somente, por falta de espaço, as seguintes: em 13 de Setembro de 1959, em Espinho, onde o Grupo Camponês conquistou o 1.º prémio no certame realizado naquela encantadora praia, tendo-lhe sido atribuída a medalha de prata; as Festas Sanjoaninas de Braga do corrente ano, em que o Grupo Camponês se exibiu durante o banquete oferecido a Sua Excelência o Senhor Presidente da República, no Casino do Bom Jesus, bem como nos Paços da Biblioteca Pública e, à noite, na Avenida Central; em Tui – Espanha, nas festas de S. Telmo, onde foi recebido pelas autoridades espanholas; no II festival de S. Torcato – Guimarães, em que foi classificado em primeiro lugar; no Casino do Bom Jesus, no almoço oferecido à embaixada dos jogos luso – brasileiros, em que a bandeira do Grupo Camponês foi por duas vezes condecorada com galhardetes, uma pelo Presidente da Confederação de Desportos Brasileiros e outra, pelo Presidente do Clube de Regatas do Vasco da Gama, tendo sido tudo filmado para a televisão brasileira; e para terminar, a sua magnifica exibição no VI Festival Folclórico Internacional, de Santa Marta de Portuzelo. Sobre este festival internacional há que salientar os elogios que o Grupo recebeu de três sumidades no folclore nacional e estrangeiro, Exmos. Srs. Dr. Sousa Gomes, Dr. Pedro Homem de Melo e Dr. Sèrre, Presidente da Federação Francesa do Folclore. Todos eles frisaram a categoria do Grupo Camponês e felicitaram os seus directores, afirmando que o Grupo Camponês dentro de pouco tempo terá grande fama internacional. Realmente, enorme popularidade em seu redor muito cedo predominou, o que atesta o seu indiscutível valor, tendo presentemente alguns contractos fechados e outros em estudo, quer para o nosso País, quer para o Estrangeiro. Irrefutavelmente são as características aliadas ao entusiasmo dos componentes, que lhes têm permitido retumbantes êxitos, não se podendo olvidar o nome do seu ensaiador Sr. Vieira Gomes e dos directores Srs. Vilas Boas e António Moutinho, que de um modo altamente bairrista, o melhor do seu esforço têm dispensado em prol do Grupo Folclórico Camponês, classificado já como um dos mais puros do Alto – Minho e dos melhores do País, além de ser um brilhante cartaz das tradições minhotas. Está de parabéns o concelho de Paredes de Coura por ter no Grupo Camponês o mais lídimo intérprete do seu folclore e, todo o courense que se preza, deve sentir-se orgulhoso por ter dentro dos seus muros um Grupo que só prestigia a sua terra, fazendo assim propaganda de terras de Coura, que infelizmente tem andado tão esquecidas e que tanta beleza possui, ou não seja ela conhecida como a Suiça portuguesa. "

Fernando Cândido Gonçalves Pereira

In: Festas e Romarias, Minho e Alto Minho, Número único

especial, Braga, 1960

 

 

Nota Pessoal: É com muito prazer, que trago até ao meu blogue um pouco mais de história do folclore courense. Mais satisfeito fico por essas palavras terem sido escritas por um tio-avô meu, courense de gema, bairrista como não havia igual. O meu tio Nando era uma personagem admirável, radicado em Braga, pai de uma extensa prole, tinha um amor por Coura indescritível. Esse amor também estava patente na promoção do Camponês de Bico, agrupamento que esteve sempre no seu coração, até ao fim dos seus dias. Sei, porque me foi transmitido por alguns elementos do grupo de então, que o tio Nando estava sempre a estabelecer contactos para actuações do "Camponês", e que sempre que o Rancho ia Além-Cávado, fazia questão de o acompanhar.

Recordo com saudade, as visitas que nos fazia no Verão, especialmente uma em que permaneceu em nossa casa. Ainda me lembro o tempo que demorava a preparar-se para sair á rua (andava sempre impecável), e de umas alocuções latinas que me transmitiu ("Dominus Vobiscum" e eu lá tinha de responder, para conseguir um rebuçadinho: "Et cum spíritu tuo").

Que saudades Tio!

Publicado por Eduardo Daniel Cerqueira às 14:00
Ligação do artigo | Comente | Adicionar aos favoritos
| | partilhar

.Mais sobre mim

.Pesquisar neste blog

 

.Artigos recentes

. Festas do Concelho de Par...

. XXIV Feira Mostra de Prod...

. Festa da Truta - De 2 a 4...

. Hoje - Mês de Maria - Pro...

. Concerto a Maria pelo Orf...

. Casa de Deus há 54 anos!

. 43.º aniversário do 25 de...

. REALIZAR: poesia | Parede...

. ASSOCIAÇÃO DE PADORNELO D...

. Rezar pelos doentes e pel...

.Arquivos

. Agosto 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.Ligações

.últ. comentários

Procurei este nome na internet por mera curiosidad...
Tenho muito péna ver certas alminhas acabar assim
Orgulho de um familiar . Pelo visto a familia e g...
Gosteis desta coberturas de piscinas (http://www.c...
Boa obra do Municipio.
Desculpe troquei o nome, o correto é Miguel do pat...
Olá José, somente agora vi os comentarios no blog ...
Ola Teresa, somente agora visualizei sua mensagem,...
Olá Eduardo,Podemos manter contato pelo email: al...
Gostava de saber se este livro se encontra à venda...

.mais comentados

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.subscrever feeds

blogs SAPO