Quarta-feira, 8 de Abril de 2015

O milho na gastronomia courense

 

Por acharmos este tema de importância para o concelho, mormente no que toca à restauração e turismo, falaremos do milho e da sua utilidade gastronómico. Paredes de Coura deve destacar-se pelos produtos confecionados com este cereal, já que alguns parecem estar esquecidos, e outros são patentes em certames que se realizem ao nosso redor. Falamos do bolo do tacho e das belouras por exemplo, que são deliciosos aperitivos ou acompanhamentos para uma refeição principal, bem como a saborosa broa (e porque não, a Padeca de Padornelo?)

Foi assunto tratado na ultima sessão da Assembleia Municipal, e em boa hora sabemos que algo se está a fazer: a escolha de um ou mais pratos que identificam a gastronomia local, e porque não aproveitar os sabores de antanho, onde o milho traçado (também chamado de ralão) substituía o arroz, no sarrabulho confecionado com o sangue e a carne de porco? Uma pausa para recordar a nossa avó paterna, que nos contava vezes sem conta que essa foi a iguaria do seu casamento, em 1946.

Nas páginas deste quinzenário já nos referimos às sobremesas de milho, e como é óbvio destacamos os afamados biscoitos de Coura, mas não só, há muito que pugnamos pela valorização das papas de Coura, e não nos referimos só às de milho-miúdo!

Habituados a procurar todas as referências ao Território com Alma, publicamos um excerto de “O Minho Pitoresco” obra escrita por José Augusto Vieira na década de oitenta do século XIX: “Constituem um alimento e são afamadas as papas de Coura, pela pureza do magnífico leite que nelas se emprega; são feitas com a farinha do milho-miúdo, e lançadas depois em açafates forrados por alvos guardanapos, enviam-nas os Courenses como um mimo às pessoas das suas relações, muitas vezes mesmo às de fora do concelho”. Eram tão nossas, tão características, que eram usadas para presentear os amigos e familiares. Também Mestre Aquilino Ribeiro, na obra “Arcas Encoiradas”, se refere à venda de tigelinhas de papas, durante a festa de São Miguel de Porreiras…

O etnólogo Dr. José Leite de Vasconcelos, no volume X da sua obra “Etnografia Portuguesa” refere: “Às gentes de Coura chamam papas de Coura, porque faziam lá umas papas de farinha de milho e leite que se vendiam nas feiras em cestos (balaios) e se cortavam à navalha, como o manjar branco do Porto. E também a mesma gente se designa de papeiros.”

Registamos uma quadra que ouvimos de uma amiga: "Nossa Senhora da Lapa, dai codicha à papa, vem a mãe da missa, e a papa sem codicha".

Para quando a recuperação e a promoção das papas de Coura?

In Jornal Notícias de Coura, 31 de Março de 2015

Publicado por Eduardo Daniel Cerqueira às 18:15
Ligação do artigo | Comente | Adicionar aos favoritos
| | partilhar

.Mais sobre mim

.Pesquisar neste blog

 

.Artigos recentes

. XXIV Feira Mostra de Prod...

. Festa da Truta - De 2 a 4...

. Hoje - Mês de Maria - Pro...

. Concerto a Maria pelo Orf...

. Casa de Deus há 54 anos!

. 43.º aniversário do 25 de...

. REALIZAR: poesia | Parede...

. ASSOCIAÇÃO DE PADORNELO D...

. Rezar pelos doentes e pel...

. EVOCANDO UMA ILUSTRE FIGU...

.Arquivos

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.Ligações

.últ. comentários

Procurei este nome na internet por mera curiosidad...
Tenho muito péna ver certas alminhas acabar assim
Orgulho de um familiar . Pelo visto a familia e g...
Gosteis desta coberturas de piscinas (http://www.c...
Boa obra do Municipio.
Desculpe troquei o nome, o correto é Miguel do pat...
Olá José, somente agora vi os comentarios no blog ...
Ola Teresa, somente agora visualizei sua mensagem,...
Olá Eduardo,Podemos manter contato pelo email: al...
Gostava de saber se este livro se encontra à venda...

.mais comentados

.Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.subscrever feeds

blogs SAPO