Sexta-feira, 12 de Outubro de 2012

Cortejo Etnográfico 2012 - Vascões

 
 
 
 
 
 
 
 

 

 

 
A freguesia de Vascões reproduziu um episódio fúnebre há milhares de anos no núcleo megalítico, as mamoas, existente no lugar de Chã de Lamas.
Publicado por Eduardo Daniel Cerqueira às 17:13
Ligação do artigo | Comente | Adicionar aos favoritos
partilhar
Terça-feira, 22 de Dezembro de 2009

Canção "Somos Idosos da Área Protegida "

Uma vez mais recordamos o I Festival da Canção Courense, desta feita com a publicação da música “Somos Idosos da Área Protegida” interpretada pelos utentes do Centro de Dia de Vascões, Bico e Cristelo e da autoria do pároco dessas comunidades, Dr. Manuel Moreira. Depois da actuação no Centro Cultural de Paredes de Coura, o grupo marcou presença no Programa “Praça da Alegria” da RTP no dia 1 de Fevereiro de 2006.

 

 

“Somos Idosos da Área Protegida”
 
Letra e música: Padre Dr. Manuel Moreira
Harmonização: Padre Dr. Jorge Alves
 
Refrão:
Somos Idosos da Área Protegida,
Esta Canção é um apelo à Vida.
 
I
Vivíamos lá no alto,
Sozinhos na solidão,
Agora com o nosso Centro,
Alegra-se o coração.
 
II
Para se viver mais tempo,
É preciso alegria,
Protejamos o ambiente,
Nesta Área concelhia.
 
III
Lá no alto nós já temos,
Centro de Interpretação,
Para a obra aplaudir,
Cá está a nossa canção!
 
IV
Não estrague a natureza,
Que é algo que já herdámos,
Com tudo belo e bonito,
Aos nossos netos deixamos.
 
V
Montes sem estarem queimados,
Caça no monte a saltar,
Àgua pura para beber,
E para os campos regar.
 
VI
E viva a natureza,
Proteja-se o ambiente,
Deixemos este mundo,
Mais feliz e contente.
Publicado por Eduardo Daniel Cerqueira às 16:12
Ligação do artigo | Comente | Adicionar aos favoritos
partilhar
Quarta-feira, 27 de Maio de 2009

Reportagem de Ana Peixoto Fernandes (JN) sobre o gado à solta em algumas freguesias courenses

 

"Gado bravo só não vem dormir na nossa cama"
Cavalos e vacas abandonados pelos montes destroem plantações
 
Três autarcas de Paredes de Coura emitiram um pedido de socorro ao Governo para tentar solucionar o velho problema da destruição de culturas agrícolas por gado equino e bovino que anda à solta nos montes.
Em Bico, Vascões e, mais recentemente, Mozelos, a população vive em sobressalto porque não há horta ou pasto que resista às investidas dos animais semi-selvagens. "Temos sido martirizados. O gado bravo só não vem dormir connosco à cama", queixa-se António Raínho, 69 anos, morador no lugar de Lamas, freguesia de Vascões, uma zona onde existiu uma colónia agrícola e hoje não há ninguém que não tenha já sofrido prejuízos com a descida das 'burras' (nome que a população dá aos cavalos) e das vacas dos baldios para as povoações à procura de pasto.
"Porta por porta não há ninguém que não se queixe. Isto é uma bicharada que devora tudo", corrobora a mulher de António, Delfina Raínho, de 66 anos, lamentando: "Não nos têm deixado nada para o nosso rebanho. Temos tudo vedado a rede mas não adianta. Um dia destes eu e mais o meu marido fomos no tractor e quando chegámos ao nosso terreno, à beira da estrada, lá estavam dentro três bois enormes".
À porta dos Raínho vai-se juntando vizinhança, enquanto os donos da casa desfiam histórias sem parar. "Sou bombeiro e um dia destes vinha à noite para casa e contei 19 vacas na estrada. Não me atrevi a passar porque elas são bravas atiram os cornos ao carro e estragam tudo", conta o marido de Delfina, logo seguido por mais um testemunho da mulher: "Um vizinho nosso que foi ao monte procurar um bocadinho de mato para trazer para os estábulos, quando saiu do tractor, foi atacado por uma vaca e foi parar ao hospital. Nunca mais se soube mais nada, porque depois os donos do gado não se acusam, e pronto, mal do homenzinho que ficou empenado". "Aqui tem sido uma miséria. Carros inutilizados, pessoas aleijadas, tudo por causa desse gado maligno…", lastima.
Que o diga Maria de Sousa, que ao 75 anos exibe numa perna as marcas de um episódio vivido com animais bravios. "Uma vez foram-me às couves e eu fiquei aleijada porque fui atrás das 'burras' para as tirar do campo e caí", lembra a idosa, deixando transparecer nas palavras a sua revolta: "Até tinha coragem de lhe dar um tiro".
Histórias como estas ouvem-se por toda a região, principalmente, nas freguesias de Vascões e Bico, e, por causa disso, há mesmo quem defenda que a destruição de cultivos explica o aparecimento de animais mortos a tiro ou envenenados no concelho. Recorde-se que no ano passado foi encontrada na área da Paisagem Protegida de Corno de Bico uma dezena de garranos chacinada a tiro de zagalote e, mais recentemente, foram encontradas outras três cabeças de gado equino abatidas a tiro na freguesia de Mozelos. Até agora, as autoridade não acharam explicação para o sucedido, apesar de, pelo menos, no primeiro caso, as investigações se encontrarem sob a alçada da Polícia Judiciária.

in: http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Viana%20do%20Castelo&Concelho=Paredes%20de%20Coura&Option=Interior&content_id=1243850

Publicado por Eduardo Daniel Cerqueira às 21:52
Ligação do artigo | Comente | Ver comentários (3) | Adicionar aos favoritos
partilhar
Sexta-feira, 13 de Março de 2009

Dar vida às tradições: Serrada da Velha

*

*

*

 

A Associação Cultural de Vascões recriou no passado dia 7 de Agosto de 2008 (véspera das Festas do Concelho), uma tradição de antanho: a Serrada da Velha.

*

*

 

 

*

 

 

*

 

Durante a Quaresma, período reservado ao recolhimento e à oração, um grupo de homens, de noite, cantava à porta das velhas da freguesia, e tinham com elas diálogos acessos, de mal dizer e em constante desafio. Elas respondiam com longas perseguições, com paus para bater aos homens provocadores, e arremessando os mais variados objectos. Esta era uma forma encontrada pela população para se divertir, num período dedicado à meditação, jejum e abstinência.

*

 

 

Na rua do Conselheiro Miguel Dantas e no Largo do Visconde de Mozelos, as gentes de Vascões recriaram os trabalhos do campo e as canções durante o período quaresmal, bem como os episódios da serrada e da visita pascal.
Aqui ficam algumas quadras da música da Serrada da Velha, quem em tempos tivemos o gosto de promover e transmitir, através da gravação do cd de Mestre Bento Macedo
Nós vamos serrar a velha
Na noite que nos é dado
Serra-se a velha, serra-se a nova
Serra-se a velha, a velha, a velha
 
Serra-se a velha para o forro
E a nova para o tabuado
Serra-se a velha, serra-se a nova
Serra-se a velha, a velha, a velha
 
 
Minha mãe tem um pandeiro
E não sabe tocar
Serra-se a velha, serra-se a nova
Serra-se a velha, a velha, a velha
 
Só toca a minha tia
Ou toca a minha avó
Serra-se a velha, serra-se a nova
Serra-se a velha, a velha, a velha

 

*

Publicado por Eduardo Daniel Cerqueira às 17:19
Ligação do artigo | Comente | Ver comentários (3) | Adicionar aos favoritos
partilhar
Quinta-feira, 19 de Fevereiro de 2009

Novo site da Junta de Freguesia de Vascões

http://www.jf-vascoes.pt/

Publicado por Eduardo Daniel Cerqueira às 16:03
Ligação do artigo | Comente | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
partilhar
Quarta-feira, 26 de Novembro de 2008

Cortejo Etnográfico 2007 - Vascões

A freguesia serrana de Vascões, representou no Cortejo Etnográfico das Festas do Concelho 2007, alguns quadros da vida do Padre licenciado Lourenço de Sousa (falecido a 11 de Dezembro de 1704, segundo o dr. Jofre Alves) , conhecido como "Padre Giesteira" ou "Sábio da Giesteira", natural do lugar da Giesteira, daquela freguesia do Alto Coura. Algumas histórias da sua vida chegaram aos nossos dias, sob a forma de lendas.

Sobre o "Sábio da Giesteira", já nos referimos anteriormente num post dedicado a outra personagem natural do lugar da Giesteira, leiam: http://paredesdecoura.blogs.sapo.pt/7177.html

*

Em Setembro de 2007, Isabel Barreto, correspondente da freguesia de Vascões do jornal Notícias de Coura, escreveu alguns episódios da vida do Padre Lourenço, leiam em: http://www.noticiasdecoura.com/index.php?pag=noticia_detalhes&recordID=2239

Publicado por Eduardo Daniel Cerqueira às 16:36
Ligação do artigo | Comente | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
partilhar

.Mais sobre mim

.Pesquisar neste blog

 

.Artigos recentes

. Cortejo Etnográfico 2012 ...

. Canção "Somos Idosos da ...

. Reportagem de Ana Peixoto...

. Dar vida às tradições: Se...

. Novo site da Junta de Fre...

. Cortejo Etnográfico 2007 ...

.Arquivos

. Junho 2019

. Maio 2019

. Novembro 2017

. Agosto 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.Ligações

.últ. comentários

QUEM EXISTE E AINDA VIVE EM PAREDES DE COURA SÃO O...
SIM. QUEM ESTA A RESPONDER É UMA PRIMA QUE TAMBEM ...
Procurei este nome na internet por mera curiosidad...
Tenho muito péna ver certas alminhas acabar assim
Orgulho de um familiar . Pelo visto a familia e g...
Gosteis desta coberturas de piscinas (http://www.c...
Boa obra do Municipio.
Desculpe troquei o nome, o correto é Miguel do pat...
Olá José, somente agora vi os comentarios no blog ...
Ola Teresa, somente agora visualizei sua mensagem,...

.mais comentados

.Junho 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
30

.subscrever feeds

blogs SAPO