Sexta-feira, 12 de Outubro de 2012

Cortejo Etnográfico 2012 - Vascões

 
 
 
 
 
 
 
 

 

 

 
A freguesia de Vascões reproduziu um episódio fúnebre há milhares de anos no núcleo megalítico, as mamoas, existente no lugar de Chã de Lamas.
Publicado por Eduardo Daniel Cerqueira às 17:13
Ligação do artigo | Comente | Adicionar aos favoritos
partilhar
Terça-feira, 22 de Dezembro de 2009

Canção "Somos Idosos da Área Protegida "

Uma vez mais recordamos o I Festival da Canção Courense, desta feita com a publicação da música “Somos Idosos da Área Protegida” interpretada pelos utentes do Centro de Dia de Vascões, Bico e Cristelo e da autoria do pároco dessas comunidades, Dr. Manuel Moreira. Depois da actuação no Centro Cultural de Paredes de Coura, o grupo marcou presença no Programa “Praça da Alegria” da RTP no dia 1 de Fevereiro de 2006.

 

 

“Somos Idosos da Área Protegida”
 
Letra e música: Padre Dr. Manuel Moreira
Harmonização: Padre Dr. Jorge Alves
 
Refrão:
Somos Idosos da Área Protegida,
Esta Canção é um apelo à Vida.
 
I
Vivíamos lá no alto,
Sozinhos na solidão,
Agora com o nosso Centro,
Alegra-se o coração.
 
II
Para se viver mais tempo,
É preciso alegria,
Protejamos o ambiente,
Nesta Área concelhia.
 
III
Lá no alto nós já temos,
Centro de Interpretação,
Para a obra aplaudir,
Cá está a nossa canção!
 
IV
Não estrague a natureza,
Que é algo que já herdámos,
Com tudo belo e bonito,
Aos nossos netos deixamos.
 
V
Montes sem estarem queimados,
Caça no monte a saltar,
Àgua pura para beber,
E para os campos regar.
 
VI
E viva a natureza,
Proteja-se o ambiente,
Deixemos este mundo,
Mais feliz e contente.
Publicado por Eduardo Daniel Cerqueira às 16:12
Ligação do artigo | Comente | Adicionar aos favoritos
partilhar
Quarta-feira, 27 de Maio de 2009

Reportagem de Ana Peixoto Fernandes (JN) sobre o gado à solta em algumas freguesias courenses

 

"Gado bravo só não vem dormir na nossa cama"
Cavalos e vacas abandonados pelos montes destroem plantações
 
Três autarcas de Paredes de Coura emitiram um pedido de socorro ao Governo para tentar solucionar o velho problema da destruição de culturas agrícolas por gado equino e bovino que anda à solta nos montes.
Em Bico, Vascões e, mais recentemente, Mozelos, a população vive em sobressalto porque não há horta ou pasto que resista às investidas dos animais semi-selvagens. "Temos sido martirizados. O gado bravo só não vem dormir connosco à cama", queixa-se António Raínho, 69 anos, morador no lugar de Lamas, freguesia de Vascões, uma zona onde existiu uma colónia agrícola e hoje não há ninguém que não tenha já sofrido prejuízos com a descida das 'burras' (nome que a população dá aos cavalos) e das vacas dos baldios para as povoações à procura de pasto.
"Porta por porta não há ninguém que não se queixe. Isto é uma bicharada que devora tudo", corrobora a mulher de António, Delfina Raínho, de 66 anos, lamentando: "Não nos têm deixado nada para o nosso rebanho. Temos tudo vedado a rede mas não adianta. Um dia destes eu e mais o meu marido fomos no tractor e quando chegámos ao nosso terreno, à beira da estrada, lá estavam dentro três bois enormes".
À porta dos Raínho vai-se juntando vizinhança, enquanto os donos da casa desfiam histórias sem parar. "Sou bombeiro e um dia destes vinha à noite para casa e contei 19 vacas na estrada. Não me atrevi a passar porque elas são bravas atiram os cornos ao carro e estragam tudo", conta o marido de Delfina, logo seguido por mais um testemunho da mulher: "Um vizinho nosso que foi ao monte procurar um bocadinho de mato para trazer para os estábulos, quando saiu do tractor, foi atacado por uma vaca e foi parar ao hospital. Nunca mais se soube mais nada, porque depois os donos do gado não se acusam, e pronto, mal do homenzinho que ficou empenado". "Aqui tem sido uma miséria. Carros inutilizados, pessoas aleijadas, tudo por causa desse gado maligno…", lastima.
Que o diga Maria de Sousa, que ao 75 anos exibe numa perna as marcas de um episódio vivido com animais bravios. "Uma vez foram-me às couves e eu fiquei aleijada porque fui atrás das 'burras' para as tirar do campo e caí", lembra a idosa, deixando transparecer nas palavras a sua revolta: "Até tinha coragem de lhe dar um tiro".
Histórias como estas ouvem-se por toda a região, principalmente, nas freguesias de Vascões e Bico, e, por causa disso, há mesmo quem defenda que a destruição de cultivos explica o aparecimento de animais mortos a tiro ou envenenados no concelho. Recorde-se que no ano passado foi encontrada na área da Paisagem Protegida de Corno de Bico uma dezena de garranos chacinada a tiro de zagalote e, mais recentemente, foram encontradas outras três cabeças de gado equino abatidas a tiro na freguesia de Mozelos. Até agora, as autoridade não acharam explicação para o sucedido, apesar de, pelo menos, no primeiro caso, as investigações se encontrarem sob a alçada da Polícia Judiciária.

in: http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Viana%20do%20Castelo&Concelho=Paredes%20de%20Coura&Option=Interior&content_id=1243850

Publicado por Eduardo Daniel Cerqueira às 21:52
Ligação do artigo | Comente | Ver comentários (3) | Adicionar aos favoritos
partilhar
Sexta-feira, 13 de Março de 2009

Dar vida às tradições: Serrada da Velha

*

*

*

 

A Associação Cultural de Vascões recriou no passado dia 7 de Agosto de 2008 (véspera das Festas do Concelho), uma tradição de antanho: a Serrada da Velha.

*

*

 

 

*

 

 

*

 

Durante a Quaresma, período reservado ao recolhimento e à oração, um grupo de homens, de noite, cantava à porta das velhas da freguesia, e tinham com elas diálogos acessos, de mal dizer e em constante desafio. Elas respondiam com longas perseguições, com paus para bater aos homens provocadores, e arremessando os mais variados objectos. Esta era uma forma encontrada pela população para se divertir, num período dedicado à meditação, jejum e abstinência.

*

 

 

Na rua do Conselheiro Miguel Dantas e no Largo do Visconde de Mozelos, as gentes de Vascões recriaram os trabalhos do campo e as canções durante o período quaresmal, bem como os episódios da serrada e da visita pascal.
Aqui ficam algumas quadras da música da Serrada da Velha, quem em tempos tivemos o gosto de promover e transmitir, através da gravação do cd de Mestre Bento Macedo
Nós vamos serrar a velha
Na noite que nos é dado
Serra-se a velha, serra-se a nova
Serra-se a velha, a velha, a velha
 
Serra-se a velha para o forro
E a nova para o tabuado
Serra-se a velha, serra-se a nova
Serra-se a velha, a velha, a velha
 
 
Minha mãe tem um pandeiro
E não sabe tocar
Serra-se a velha, serra-se a nova
Serra-se a velha, a velha, a velha
 
Só toca a minha tia
Ou toca a minha avó
Serra-se a velha, serra-se a nova
Serra-se a velha, a velha, a velha

 

*

Publicado por Eduardo Daniel Cerqueira às 17:19
Ligação do artigo | Comente | Ver comentários (3) | Adicionar aos favoritos
partilhar
Quinta-feira, 19 de Fevereiro de 2009

Novo site da Junta de Freguesia de Vascões

http://www.jf-vascoes.pt/

Publicado por Eduardo Daniel Cerqueira às 16:03
Ligação do artigo | Comente | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
partilhar
Quarta-feira, 26 de Novembro de 2008

Cortejo Etnográfico 2007 - Vascões

A freguesia serrana de Vascões, representou no Cortejo Etnográfico das Festas do Concelho 2007, alguns quadros da vida do Padre licenciado Lourenço de Sousa (falecido a 11 de Dezembro de 1704, segundo o dr. Jofre Alves) , conhecido como "Padre Giesteira" ou "Sábio da Giesteira", natural do lugar da Giesteira, daquela freguesia do Alto Coura. Algumas histórias da sua vida chegaram aos nossos dias, sob a forma de lendas.

Sobre o "Sábio da Giesteira", já nos referimos anteriormente num post dedicado a outra personagem natural do lugar da Giesteira, leiam: http://paredesdecoura.blogs.sapo.pt/7177.html

*

Em Setembro de 2007, Isabel Barreto, correspondente da freguesia de Vascões do jornal Notícias de Coura, escreveu alguns episódios da vida do Padre Lourenço, leiam em: http://www.noticiasdecoura.com/index.php?pag=noticia_detalhes&recordID=2239

Publicado por Eduardo Daniel Cerqueira às 16:36
Ligação do artigo | Comente | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
partilhar

.Mais sobre mim

.Pesquisar neste blog

 

.Artigos recentes

. Cortejo Etnográfico 2012 ...

. Canção "Somos Idosos da ...

. Reportagem de Ana Peixoto...

. Dar vida às tradições: Se...

. Novo site da Junta de Fre...

. Cortejo Etnográfico 2007 ...

.Arquivos

. Junho 2019

. Maio 2019

. Novembro 2017

. Agosto 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.Ligações

.últ. comentários

Boa noite podiam me dar algum contacto da confrari...
QUEM EXISTE E AINDA VIVE EM PAREDES DE COURA SÃO O...
SIM. QUEM ESTA A RESPONDER É UMA PRIMA QUE TAMBEM ...
Procurei este nome na internet por mera curiosidad...
Tenho muito péna ver certas alminhas acabar assim
Orgulho de um familiar . Pelo visto a familia e g...
Gosteis desta coberturas de piscinas (http://www.c...
Boa obra do Municipio.
Desculpe troquei o nome, o correto é Miguel do pat...
Olá José, somente agora vi os comentarios no blog ...

.mais comentados

.Junho 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
30

.subscrever feeds

blogs SAPO